Instalando o Apache2 (com mod rewrite), PHP7, MariaDB (esqueça o MySQL) e PHPMyAdmin no Ubuntu

A long time ago fiz um tutorial ensinando a realizar a instalação conjunto, também conhecido como LAMP (Linux, Apache, Mysql, PHP) no Ubuntu. Hoje volto para ensinar a instalar as versões mais recentes para ter seu Web Server mais seguro e com melhor desempenho.

Além dos itens já mencionados também instalaremos e ativaremos alguns modulos do Apache como o módulo de rewrite para URLs amigáveis e bibliotecas do PHP que são exigidos em diversos frameworks e soluções como o Magento por exemplo, que exige o mcrypt.

Preparando o sistema

Os primeiros passos todos sabem: obter permissões root e atualizar a lista de pacotes.

Pegando root, digite o comando abaixo e informe sua senha quando ele pedir:

sudo su

Atualizando a lista de pacotes:

apt-get update

Em seguida vamos instalar o apache2

apt-get install -y apache2

Vamos ativar o módulo de rewrite:

a2enmod rewrite

Agora vamos instalar o PHP

apt-get install -y php7.0

Vamos aproveitar o momento para instalar aqueles módulos que falei mais cedo.

apt-get install -y libapache2-mod-php7.0 php7.0-mysql php7.0-curl php7.0-json php-memcached php7.0-dev php7.0-mcrypt php7.0-sqlite3 php7.0-mbstring

Agora vamos instalar o MariaDB

Essa é uma distribuição baseada no MySQL, porém com mais atualizações. Funciona do mesmo modo que o MySQL, não notei nenhuma diferença em sintaxes e outras funcionalidades. Pelo que pesquisei entendi que ele recebe mais atualizações de segurança e tem um desempenho melhor. Por que não?

apt-get install -y mariadb-server mariadb-client

Agora, vamos dar um pouco de segurança pra instalação do MariaDB, pois, assim como o MySQL, ela vem com algumas configurações padrão que são perigosas.

mysql_secure_installation

Falta pouco agora, vamos rodar o MySQL para poder instalar o PhpMyAdmin que por sua vez cria uma tabela e um usuário, por isso precisamos do serviço rodando.

service mysql start

Agora vamos instalar o PHPMyAdmin

apt-get install -y phpmyadmin

 

Por último, basta rodar o apache2 para que tudo esteja funcionando.

service apache2 start

O diretório padrão onde você vai colocar seus arquivos é:

[code]/var/www/html/[/code]

Observações

O Magento 1.9.x não é compatível com o PHP7.

Se estiver querendo instalar o LAMP por causa dele prefira seguir esse tutorial.

Abraços.

Instalando e ativando a extensão PHP mCrypt no Ubuntu

Alguns frameworks como o Magento precisam dessa extensão.

Mãos à obra!

Obter permissões de root

sudo su

Instalando as bibliotecas necessárias

apt-get install php5-mcrypt

Ativando a extensão

php5enmod mcrypt

Reiniciando o apache

service apache2 restart

Feito!

Configurando IP estático no Ubuntu Server

Para configurar um endereço estático no servidor seguiremos os passos:

Obter privilégios de root:

sudo su

Abrir o arquivo interfaces com um editor:

vim /etc/network/interfaces

Troque o texto abaixo:

auto eth0
iface eth0 inet dhcp

Por:

auto eth0
iface eth0 inet static
dns-nameservers 8.8.8.8 8.8.4.4
address 192.168.25.50
netmask 255.255.255.0
network 192.168.25.0
broadcast 192.168.25.255
gateway 192.168.25.1

Os endereços acima são baseados na minha rede, que é 192.168.25.xxx.

Você deve fazer de acordo com a sua.

Reinicie a interface de rede:

/etc/init.d/networking restart

Testando:

ping www.google.com

É isso.

Boa sorte!

Instalando a biblioteca cURL do PHP no Ubuntu

Alguns frameworks como a API do Facebook, sistemas como o Magento e vários outros precisam de algumas bibliotecas.

Passos para instalação:

1 – Obter permissões de root

sudo su

2 – Instalando as bibliotecas necessárias

apt-get install curl libcurl3 libcurl3-dev php5-curl

3 – Reiniciando o apache

service apache2 restart

Habilitando o mod_rewrite no apache

Habilitar o modo rewrite é essencial para que o seu wordpress ou qualquer outro site funcione com a URL amigável.

Por exemplo, um wordpress sem a URL amigável ficaria assim:

www.seusite.com.br/?p=123

E com a URL amigável seria:

www.seusite.com.br/viajens

Isso além de ser melhor para o usuário, também ajuda muito na indexação do Google e outros mecanismos de buscas.

Então, mãos à obra!

Antes de tudo temos que ter permissão de administrador no linux.

Para isso, digite no terminal o seguinte comando:

sudo su

Então confirme sua senha e pronto.

Vamos agora, verificar se ele está instalado.

Se você instalou o apache2 pelo meu tutorial então você já tem esse módulo, mas vamos verificar mesmo assim.

Utilize o seguinte comando:

ls /usr/lib/apache2/modules/mod_rewrite.so

Se o arquivo existir, o nome dele será impresso logo abaixo do seu comando executado.

Se não existir dará uma mensagem que o arquivo não pode ser encontrado.

Mais ou menos assim:

ls: cannot access /usr/lib/apache2/modules/mod_rewrite.so1: No such file or directory

Habilitando o modo rewrite no apache2

Agora que sabemos que o módulo existe vamos liga-lo.

Execute o comando:

a2enmod rewrite

Você verá algo semelhante a isso:

Enabling module rewrite.
Run '/etc/init.d/apache2 restart' to activate new configuration!

Isso significa que já está habilitado.

O próximo passo é habilitar o modo rewrite no seu site, pois normalmente vem desativado.

Abra o arquivo 000-default.conf no seu editor de preferência e localize a configuração do site que você deseja ativar.

O arquivo fica em: /etc/apache2/sites-available/000-default.conf

Encontre DocumentRoot /var/www/html

E adicione logo abaixo:

<Directory /var/www/html>
Options Indexes FollowSymLinks
AllowOverride All
Order allow,deny
allow from all
</Directory>

Agora é só reiniciar o apache e tudo estará funcionando.

Execute o seguinte comando no seu terminal:

/etc/init.d/apache2 restart

Instalando um servidor SMTP no Linux (postfix)

O servidor SMTP é o servidor de e-mail.

A instalação do servidor SMTP é muito simples.

No terminal digite:

sudo apt-get install postfix

Quando ele te pedir uma senha você deve definir uma de sua preferência.

Depois disso ele concluirá a instalação.

Para futuras configurações no servidor SMTP apenas digite no terminal:

sudo dpkg-reconfigure postfix

E é isso, agora você já tem o servidor rodando no seu Linux.

Com isso você já poderá enviar e-mails utilizando a função mail() do php.

Se quiser configurar algum programa de e-mail para enviar usando seu servidor você deve configurar o programa para o IP ou domínio da sua máquina e usar a porta 25 que é a padrão.

Viu?! Foi rápido e fácil!

Como Importar e Exportar grandes bancos de dados no MySQL

Quando você não consegue fazer operações como exportar e importar arquivos no banco de dados pelo PHPMyAdmin por causa do tempo limite então o jeito é ir pelo comando mesmo.

No linux você faz isso com esses comandos:

  • Exportar:

mysqldump -uusuario_do_banco -psenha nome_do_banco > nomedoarquivo.sql

  • Importar:

mysql -uusuario_do_banco -psenha nome_do_banco < nomedoarquivo.sql

No WINDOWS os comandos são iguais, porém você precisa estar na pasta bin do seu mysql.

Caso use o EasyPHP por exemplo você precisa estar em C:\EasyPHP\mysql\bin\ quando usar o comando.

Instalando o Apache2, PHP5, MariaDB (esqueça o MySQL), PHPMyAdmin no Ubuntu

O que vou ensinar aqui é tudo que você precisa pra montar um Web Server com o Ubuntu.

Estou usando sempre o Ubuntu nos meus tutoriais de Linux porque estou tendo meus primeiros contatos com o Linux agora e o Ubuntu é, se não o mais fácil, um dos mais faceis para os iniciantes.

Outra coisa, esse tutorial começa no terminal, então se nem no terminal você sabe chegar sugiro que dê uma navegada no “menu iniciar do seu Ubuntu.

Preparando o sistema

Primeiro vamos obter as permissões de administrador, que no Linux é conhecido como usuário root.

Para isso digite o comando abaixo e informe sua senha quando ele pedir:

sudo su

Agora vamos fazer um update das listas de aplicativos com o comando:

apt-get update

Em seguida vamos instalar o apache2

apt-get install -y apache2

Agora vamos instalar o PHP5 (PHP5 é a versão. Esse é o php que você conhece)

apt-get install -y php5

É bom instalar também algumas bibliotecas úteis do PHP, pois cedo ou tarde será necessário.

apt-get install -y php5-mhash php5-mcrypt php5-curl php5-cli php5-mysql php5-gd

Agora vamos instalar o MySQL

apt-get install -y mariadb-server mariadb-client

Falta pouco agora.

O Web Server já está basicamente pronto, mas seria bom adicionar um gerenciador para o banco de dados.

Para isso vamos instalar o PHPMyAdmin com o comando:

apt-get install -y phpmyadmin

Agora precisamos que o apache rode o phpmyadmin.

Para isso use o comando:

echo "Include /etc/phpmyadmin/apache.conf" >> /etc/apache2/apache2.conf

Ou se preferir, edite o arquivo com o editor do debian e insira a linha manualmente.

Agora basta reiniciar o apache2 para que tudo esteja pronto para funcionar.

/etc/init.d/apache2 restart

Certo, mas onde está aquela pasta www onde irei jogar os meus .php e fazer meu site?

Inicialmente a pasta fica em:

[code]/var/www/html/[/code]

Em breve farei outro tutorial ensinando como mudar o local padrão da pasta www do apache2.

Abraços.

Talvez você também se interesse por:
Habilitando o mod_rewrite no apache
Instalando e ativando a extensão PHP mCrypt no Ubuntu
Instalando a biblioteca cURL do PHP no Ubuntu

Compactando/Descompactando arquivos no linux pelo terminal

Compactar e descompactar aquivos no linux pelo terminal pod ser um tanto quanto complicado, não pela complexidade dos comandos, mas pela diversidade deles já que cada tipo de arquivo tem uma forma diferente de fazer isso. Lembrando que se você não tiver alguma desses comandos disponíveis no seu Ubuntu, basta instalar os pacotes com o comando apt-get install, por exemplo pro zip seria:

apt-get install zip

Os comandos são:

  • .zip

Compactando:

zip -r nomedoarquivo.zip nome_do_arquivo_ou_pasta

Descompactando:

unzip nomedoarquivo.zip
  • .rar

Compactando:

rar a -r  nomedoarquivo.rar arquivo1 pasta1 arquivo2 pasta2

Descompactando:

rar x nomedoarquivo.rar
  • .tar

Compactando:

tar -zcvf nomedoarquivo.tar arquivo1 pasta1 arquivo2 pasta2

Descompactando:

tar -xvf nomedoarquivo.tar
  • .tar.gz

Compactando:

tar -czfv nomedoarquivo.tar.gz pasta1 arquivo1 pasta2 arquivo2

Descompactando:

tar -vzxf nomedoarquivo.tar.gz
  • .tar.bz2

Compactando:

tar -cjfv nomedoarquivo.tar.bz2 arquivo1 pasta1 arquivo2 pasta2

Descompactando:

tar -jxvf nomedoarquivo.tar.bz2

Reiniciando o som do Ubuntu sem reiniciar o sistema

As vezes o som do meu Ubuntu pára de funcionar e só volta quando eu reinicio.

Mas isso era antes de eu descobrir esse comando:

sudo alsa force-reload

Execute este comando no seu terminal que o som do seu Ubuntu voltará a funcionar num passe de mágicas.